Páginas

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012


"Perdi o medo, assim que percebi que amar me traz de volta pra mim mesma...". 

[Lavínia Lins]

sábado, 29 de dezembro de 2012


"Quero ser ninguém, se para ser alguém tiver que deixar de ser eu mesma...". 

[Lavínia Lins]

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012


"Quando se objetiva algo que parece muito distante, você tende a ficar decepcionado por falhar, por não alcançá-lo; mas, quando você almeja, ao menos inicialmente, uma melhora - que é algo conquistável a curto/médio prazo - fica mais fácil ver resultados e se sentir estimulado por eles... Pequenas conquistas carregam sempre ares de boas e grandes mudanças ... Confie!".

[Lavínia Lins]

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

"NESTA NOITE"


"Que a luz do Natal entre pela janela,
Que nos invada o corpo e a alma;
Que nos inspire sonhos coloridos,
E nos faça viajar sem tirar os pés do chão.
Que as dores que ficaram guardadas
Sejam destiladas nesta noite;
Que se esvaiam, e nunca mais nos visitem.
Que sorrisos e abraços se multipliquem,
E que sejamos amor...
Porque, com ele, tudo se constrói
E se reconstrói.
Porque, com ele, não há medo ou escuridão.
Há apenas a vontade de ser feliz, muito feliz,
Por um tempo duradouramente infinito.
Amém!". 

[Lavínia Lins]

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012


"Surpreendeu-se ao ver seu reflexo no espelho. Era exatamente igual a ela: nas qualidades e nos defeitos. Passando pelos medos, sentindo um frio na barriga, via o sangue subir à cabeça, depois de percorrer, fervendo, as suas veias. O temor lhe faz repelir. Lhe faz temer o próprio ímpeto. E, aquilo que tanto teme pode vir a ser o seu destino, servido em copo de bronze, sem pensar... Bebido num gole só...". 

[Lavínia Lins]

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012


"A quem pensam que enganam os que exalam cheiro em suas atitudes? Lembremos-lhes que, nestes casos, até mesmo os cegos podem vê-los...". 

[Lavínia Lins]

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012


"E então você se depara com o inusitado: sente falta do vício que, outrora, era a sua queixa. O ser humano é mesmo um 'bicho estranho'... se alimenta de amor, mas não vive sem uma dor pra temperar a rotina".

[Lavínia Lins]

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012


"Que a beleza das embalagens não nos ofusque a verdade sobre os corações". 

[Lavínia Lins]

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012


"Tenho saudade que queima, à flor da pele; saudade que vem e, nem quando o tenho por perto, se vai. Saudade com sintomas de febre, sem remédio, sem reparo. Saudade que corre além das veias... e deságua na minha alma... Oh, saudade ingrata, que me retira todas as forças e, de mim, exige as de um deus para tentar superá-la...". 

[Lavínia Lins]